A contribuição do Facebook no processo da aprendizagem colaborativa

Ronaldo Nunes Linhares, Alexandre Meneses Chagas

Resumo


O surgimento das redes sociais na internet  possibilitaram a aplicação do conceito da Inteligência Coletiva de Pierre Lévy [18], pois encontramos nestas redes indícios da utilização de uma Aprendizagem Colaborativa. Esse artigo procura identificar de que forma a rede social Facebook contribui no processo de uma aprendizagem colaborativa na formação inicial de futuros profissionais de Comunicação Social com Habilitação em Publicidade. Utilizando os modelos metodológicos da pesquisa-ação, da análise de redes sociais, grupo focal e análise de conteúdo foram colaboradores deste estudo alunos do 6˚ Período do curso de Publicidade e propaganda da Universidade Tiradentes. Como instrumentos de coleta de dados utilizamos o grupo focal, as postagens e comentários no Grupo Fechado do Facebook “Marketing Alfa”. Para realizar as análises dos dados foi utilizado o software de análise qualitativa “WebQDA”, o gerador de grafo “Gephi 0.8.2 beta” e o “Netvizz v0.72” utilizados para extrair os dados do Facebook. Considerando as análises conclui-se que o Facebook contribui para uma aprendizagem colaborativa, quando os discentes especificamente utilizam os grupos fechados para ampliar a sua formação profissional.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.