Ateliê de formação - Espaço de constatações, reflexões e aprendizagens

Jane do Carmo Machado, Rui Neves

Resumo


Este artigo centra-se na análise dos Ateliês de formação continuada e em serviço de professores desenvolvidos no contexto de trabalho docente, a escola, a partir dos sentidos atribuídos a essa experiência pelos envolvidos. Adotou-se uma investigação de natureza qualitativa, baseada nos pressupostos teóricos da análise de conteúdo [1]. Os dados foram recolhidos (2011 a 2012) a partir da observação participante em 23 Ateliês realizados em duas escolas da rede de ensino municipal de Petrópolis, RJ - Brasil. Os resultados levam a inferir que os professores consideram que esses momentos de formação potencializam constatações em que ampliam o seu tempo de estudo, de reflexão sobre trabalho, de valorização dos processos de partilha e de formação coletiva com base na sua experiência pessoal e profissional. Assim, assume-se que os Ateliês surgem como uma perspetiva de formação ainda que em processo de validação de sentidos. 


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.