A Rotatividade de Professores em uma Universidade Pública - O Caso de um campus fora da sede

Wender Rodrigues Siqueira, Luciene Ferreira Alves

Resumo


A rotatividade é um dos aspectos considerados mais importantes e discutidos nos planejamentos de recursos humanos atualmente. Apesar disso, há poucos estudos que envolvam a temática em instituições públicas, principalmente, nas universidades. Nesse sentido, a administração universitária se vê frente ao grande desafio de garantir investimento para a gestão do seu quadro de servidores. Diante do exposto, o objetivo geral da pesquisa é analisar a rotatividade dos professores do campus Catalão (CAC) da Universidade Federal de Goiás (UFG), um campus fora da sede, localizado na cidade de Catalão, região sudeste de Goiás. O recorte do estudo foi entre Janeiro de 2006 e Outubro de 2013. Quanto à natureza, a pesquisa é aplicada e, em relação aos objetivos, possui caráter descritivo. Para este estudo, com abordagem qualitativa, foi adotado como método de procedimento o estudo de caso, utilizando-se a técnica desk research para análise dos documentos disponibilizados pela instituição. Os resultados revelam um elevado índice de rotatividade dos professores do Departamento de Administração/, chegando a 33% anual e 90% se considerar todo o período. A ausência de política de recursos humanos no CAC é um ponto crítico e que merece atenção especial. O estudo não tem a pretensão de esgotar o assunto em questão, o interesse é servir como base para futuras pesquisas. 


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.