Musicoterapia em mulheres em uma Unidade de Serviço Público de Reprodução Humana na região Centro-Oeste brasileira

Eliamar Barros Fleury, Maria Alves Barbosa, Mario Silva Approbato, Mônica Maia, Marisa Sousa Ramos, Iulla Aguiar Silveira

Resumo


Mulheres inférteis experimentam elevado nível de estresse. Não foram encontrados estudos científicos anteriores sobre musicoterapia inter-ativa na diminuição do estresse em mulheres em tratamento de reprodução assistida (TRA), sugerindo originalidade do presente estudo. Apresenta-se resultados parciais, qualitativos, de uma pesquisa de doutorado em andamento. Objetivou-se avaliar a musicoterapia como terapêutica que favorece espaço de auto-expressão, escuta e acolhimento a mulheres em TRA, com possível diminuição do estresse. Ensaio clínico randomizado utilizando Inventário de Sintomas de Stress de Lipp, Questionários Sociodemográfico e Clínico e de Autopercepção do Sujeito e registros em áudios. Utiliza-se a ferramenta webQDA na organização dos dados e construção de categorias. Os resultados sugerem que a musicoterapia oferece espaço de escuta, acolhimento e feedback imediato por meio da expressão musical, com possível diminuição do estresse durante o TRA.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.