Conteúdos simbólicos da qualidade de vida elaborados por pessoas que vivem com HIV/aids

Rodrigo Leite Hipolito, Denize Cristina Oliveira, Antônio Gomes

Resumo


Esta pesquisa teve por objetivo analisar a qualidade de vida e seus conteúdos simbólicos entre pessoas que vivem com o HIV/aids. Estudo qualitativo, descritivo orientado pelo referencial da Teoria das Representações Sociais. A coleta de dados se deu por questionário de caracterização sociodemográfico e entrevistas. Investigou-se pessoas soropositivas para o Vírus da Imunodeficiência Humana cadastradas no Programa de DST/AIDS e Hepatites Virais em um município do estado do Rio de Janeiro. Na análise lexical, operacionalizada pelo software ALCESTE, a representação social da qualidade de vida revelou-se por conteúdos associados às expectativas futuras, qualidade de vida frente ao diagnóstico, uso do antirretroviral, transmissão e prevenção. Conclui-se existir um perfil representacional da qualidade de vida tendencioso para novos sistemas de interpretação regido por relações mais positivas alicerçadas na espiritualidade e convívio social.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.