Percepção do Cuidador Acerca da Administração de Medicação Prescrita ao Paciente sob Cuidados Paliativos em Domícilio

Raíssa César, Jessyrayanne Barbosa, Gicely Monteiro, Wylma Bastos, Regina Célia Oliveira, Katia César

Resumo


Objetivo: Analisar o discurso dos cuidadores diante das responsabilidades de administrarem as medicações aos pacientes paliativos domiciliares. Metodologia: Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, com abordagem qualitativa. O cenário foi o domicílio dos pacientes cadastrados na Unidade de Cuidados Paliativos e Tratamento da Dor, com uma amostra de 4 familiares cuidadores. A coleta de dados foi realizada no mês de Dezembro de 2014, por meio de entrevistas gravadas, posteriormente transcritas e analisadas. Resultados: Emergiram duas categorias: Análise acerca do gênero dos cuidadores e dos  vínculos estabelecidos entrem cuidadores/pacientes e a análise acerca da responsabilidade do cuidador em administrar as medicações para o paciente. Considerações finais: Foi predominante a  existência do sentimento de tranquilidade e segurança que o cuidador tem ao administrar as medicações prescritas; os familiares cuidadores são de ambos os sexos, a escolha é determinada pelo vínculo afetivo que ele tem com o paciente,  visando a importância da eficácia do tratamento proposto para o paciente paliativo domiciliar.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.