Interiorização da Aids: representações sociais de residentes de cidades rurais

Francisca Marina Furtado, José Santos, Loredanna Stedile, Eunice Eunice Araújo, Ana Saldanha

Resumo


Objetivou-se conhecer as representações sociais que moradores de cidades rurais têm acerca da Aids. Participaram 789 pessoas entre 18 e 90 anos de idade. Foi utilizado o teste de associação livre de palavras. Os resultados foram classificados em quatro categorias temáticas: Caracterização/impressão acerca da Aids;  Culpabilização e Julgamento das pessoas soropositivas; Condenação imposta pela Aids; Sentimentos negativos e Sentimentos positivos acerca da Aids. Observou-se representações de natureza pejorativa e esteriotipada, mostrando que perduram no meio rural a ideia de Aids enquanto castigo divino e atrelada à grupos/comportamentos de risco e à morte iminente. Tais resultados apontam para certo desconhecimento da população acerca da doença e possíveis deficiências em termos de cuidados oferecidos pelos serviços de saúde nestas localidades, o que pode resultar em maiores vulnerabilidades dessa população ao adoecimento.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.