Representações Sociais sobre parto domiciliar

Clara Sanfelice, Antonieta Shimo

Resumo


Pesquisa exploratória, descritiva, qualitativa e fundamentada na Teoria das Representações Sociais que objetivou conhecer as representações sociais sobre parto domiciliar de mulheres que fizeram esta opção. Realizou-se entrevistas entre fevereiro e março de 2014 com 14 mulheres que vivenciaram ao menos uma experiência de parto domiciliar, de forma assistida e planejada, na cidade de Campinas-SP e região. As falas foram transcritas e analisadas segundo o Método de Análise de Conteúdo de Bardin. Os dados analisados revelaram uma representação social: meu corpo, minhas escolhas, meu parto. As participantes mostraram-se discordantes com o atendimento institucionalizado e buscam no parto domiciliar uma alternativa de contemplação às suas expectativas, as quais estão sustentadas pelo princípio da autonomia. As reflexões apresentadas servem como subsídios para o debate e reformulação das políticas de saúde obstétrica brasileira.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.