Tendências Metodológicas nas Pesquisas em Proeja no Brasil: Bibliometria em Teses e Dissertações na Capes

Helaine Reis, Rinaldo Mozzer

Resumo


O estudo analisa as tendências metodológicas nas pesquisas sobre o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) no Brasil, em fontes como o Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e retornos dos pesquisadores a questionários on-line. Reflete sobre a influência de pesquisas brasileiras nas políticas educacionais em atendimento à formação dessa classe de trabalhadores. Via análise qualiquantitativa e exploratória, método materialista dialético e procedimentos técnico-científicos mistos, como pesquisa documental, pesquisa de campo e técnica bibliométrica, conclui que pesquisas em Proeja tendem ser a qualitativas; voltadas ao estudo de caso, à pesquisa documental e bibliográfica; e são baseadas em teorias críticas, mormente, marxistas, progressistas e histórico-críticas. A preferência metodológica do pesquisador provê “pistas” para contextualizar os modelos educacionais hegemônicos e é chamada a melhorar a realidade do alunado do Proeja.  


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.