Pesquisa Qualitativa Na Educação Médica: Comparação Entre Brasil E Portugal

Antonio da Silva Menezes Junior, Iria Brzezinski

Resumo


Esta pesquisa tem como objeto as políticas e práticas educacionais relativas à formação médica. O método foi o materialismo histórico e dialético, e a metodologia a pesquisa qualitativa, utilizando o estudo de comparação de dois casos. A amostra foi intencional, com recorte em duas escolas de Medicina, uma da Pontifícia Universidade Católica de Goiás - Brasil – e outra da Universidade da Beira Interior - Faculdade de Ciências da Saúde - Portugal. O objetivo foi comparar e analisar as políticas curriculares e práticas de organização, de acordo com as políticas educacionais de cada país. As afinidades entre os cursos foram: a) o currículo com o ensino da aprendizagem centrada no aluno e b) no perfil do egresso, porém, os maiores distanciamentos foram evidenciados no que tange a integração social proposta pela PUC Goiás, e o orçamento para investigação (pesquisa) e para internacionalização propostos pela FCS- UBI-Portugal. Ao concluir, observou-se que ambas as instituições tentam materializar os projetos educacionais segundo as suas normas vigentes e procuram seguir uma escola reflexiva no intuito de alcançar a transformação social numa realidade concreta e contextualizada.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.