Quedas nas Estruturas Residenciais para Idosos - Contributos dos enfermeiros para o desenho de um protocolo de gestão do risco de queda

  • Cristina Lavareda Baixinho
  • Maria Anjos Dixe

Resumo

As quedas têm um impacto negativo na funcionalidade e na qualidade de vida do idoso, sendo consideradas pela Organização Mundial de Saúde como um problema de saúde pública. São mais grave nas estruturas residenciais para idosos, onde a prevalência é superior e os idosos mais dependentes. Há evidência que programas de prevenção de quedas têm resultados positivos na diminuição dos episódios. Em Portugal não se conhecem programas de prevenção de quedas em idosos institucionalizados. Este estudo descritivo, transversal e qualitativo teve por objetivo angariar contributos, junto de enfermeiros peritos, para desenhar um protocolo para a gestão do risco de quedas em estruturas residenciais para idosos. A amostra foi constituída por 16 enfermeiros de 14 instituições que responderam às questões de investigação.Os enfermeiros concordam com a existência de um protocolo da gestão do risco de queda, para controlar os incidentes e pela possibilidade de ação terapêutica, salientando que o enfermeiro deve ser o gestor privilegiado para a implementação e supervisão do mesmo. Este deve conter a avaliação dos fatores de risco, medidas preventivas, equipamentos e cuidados após a queda. Os resultados permitem fazer sugestões para a prática, investigação e formação. 

Publicado
2015-12-07