Percepção dos Preceptores Cirurgiões-dentistas Sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais

  • Débora Péclat Sousa
  • Maria Fátima Nunes

Resumo

A formação na graduação na área da saúde está associada à atividade intersetorial entre o sistema público de saúde brasileiro (Sistema Único de Saúde - SUS) e as instituições de ensino superior, buscando aproximar o futuro profissional da realidade social brasileira. O preceptor é um ator importante neste processo, pois é o profissional de nível superior responsável por mediar a formação no mundo do trabalho. O objetivo deste estudo foi analisar a preceptoria em saúde bucal, desenvolvida nas unidades de atenção básica de um município brasileiro, sob a perspectiva do preceptor. Foi realizada uma pesquisa qualitativa exploratória utilizando a técnica do grupo focal. Participaram da pesquisa cirurgiões-dentistas preceptores do Programa de Educação pelo Trabalho na Saúde (PET-Saúde) e/ou dos estágios institucionais realizados entre a Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Goiás (FO/UFG) e a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS/Goiânia), município do centro-oeste brasileiro. Os cirurgiões-dentistas preceptores foram distribuídos em três grupos focais: grupo focal 1 – composto por cirurgiões-dentistas atuantes na atenção básica, especialmente na Estratégia de Saúde da Família (ESF); grupo focal 2 – composto por cirurgiões-dentistas que eram preceptores do estágio da clínica de atenção básica; e grupo focal 3 – composto por cirurgiões-dentistas preceptores no PET-Saúde, da Universidade Federal de Goiás (UFG). O roteiro que orientou as discussões continha aspectos relativos aos conhecimentos das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) e das práticas de ensino e de avaliação. As discussões dos grupos focais foram gravadas em áudio e, posteriormente, transcritas. Em seguida, foi realizada a análise de conteúdo utilizando o software WebQda. Emergiram três categorias principais: ensino, preceptoria e capacitação. Na categoria ensino houve três subcategorias, dentre elas as Diretrizes Curriculares Nacionais, cujos resultados apontam que os preceptores reconhecem seu papel no ensino, mas desconhecem as DCN; percebem algumas mudanças que ocorreram no curso de graduação em Odontologia, mas não as associam às mudanças curriculares ocorridas, expressando a necessidade de conhecer o que está previsto nas diretrizes curriculares. Concluímos que os preceptores não demonstram conhecimentos sobre as DCN e expressam a importância de conhecer esse conteúdo para as atividades de ensino por meio da preceptoria. 

Publicado
2015-12-07