Representações do cuidado como ato educativo em saúde na prática da enfermagem em creches

  • Vicente Sarubbi Jr
  • Camila Junqueira Muylaert
  • Sophia Motta Gallo
  • Paulo Rogério Gallo

Resumo

O estudo teve como objetivo analisar as representações sociais dos profissionais das equipes técnicas que trabalham nas creches da Universidade de São Paulo (USP). Foram entrevistados oito profissionais da área de enfermagem com o uso de um roteiro semiestruturado. As entrevistas foram gravadas e transcritas na íntegra e o conteúdo submetido à análise de conteúdo temático-categorial. As categorias foram transformadas em variáveis, processadas pelo software Classification Hiérarchique Classificatoire et Cohésitive (CHIC®) e analisadas pela árvore hierárquica de similaridade (cluster multinível). Os resultados indicam que as ações acerca da promoção à saúde são relatadas como educativas e transformadoras, em que o cuidado em saúde ganha novos significados por meio de concepções contextualizadas no campo da educação infantil. Conclui-se que os profissionais ressignificam suas práticas de cuidado em saúde no ambiente das creches em que as representações transitam da lógica biomédica do cuidar para uma lógica educativa do cuidado. Neste sentido, se percebem desafiados na interação que estabelecem com as crianças acerca de sua atuação vinculada à promoção da saúde e ao ato de educar. 

Publicado
2015-12-07