Participação social - Uma estratégia para identificação e intervenção das necessidades de saúde em uma unidade de saúde.

  • S. Tonhom
  • Y. Crempe
  • F. Lacerda
  • M. Silva
  • E. Paes
  • M. Martins

Resumo

A partir do diagnóstico sobre diversos entendimentos sobre necessidades de saúde obtidas por profissionais de saúde e usuários, a estratégia de intervenção selecionada para buscar respostas a estas diferenças foi a atuação no contexto dos grupos de educação em saúde existentes nas unidades de saúde. Assim, objetivou-se estimular nos usuários e profissionais da saúde a reflexão da importância da participação social, como ferramenta para melhoria na qualidade de vida da comunidade local e contribuir com a educação permanente dos profissionais que atuam na unidade de saúde. Para a pesquisa, fez-se a opção pelo método da pesquisa-ação e análise de conteúdo. O local definido para a construção, planejamento e execução de ações de saúde foi o grupo de artesanato desenvolvido em uma Estratégia Saúde da Família (ESF) do interior paulista, pois já era cenário de atuação da academia e também de atividades do Pet –I. Emergiram as seguintes temáticas: construindo a identidade do grupo; percepção das necessidades de saúde pelos integrantes do grupo e participação social possibilitando a construção de parcerias. Concluiu-se que os encontros realizados no grupo de artesanato mostraram a importância da participação social, em que se tornou possível despertar às participantes sobre necessidades de saúde não apenas voltadas para o âmbito individual, estimulando assim o olhar para o coletivo. 

Publicado
2015-12-07