Violência Doméstica, Toxicodependência e Gravidez na Adolescência - Estudo de Caso

  • Paula Orchiucci Miura
  • Gislaine Passarini
  • Loraine Seixas Ferreira
  • Leila Tardivo
  • Dora Barrientos
  • Rui Paixão

Resumo

A gravidez na adolescência constitui-se uma gestação de risco podendo causar danos físicos e biopsicossociais tanto para a adolescente quanto para o bebê. Alguns casos de gravidez na adolescência podem emergir de condições em que a adolescente foi vítima de violência doméstica no decorrer da vida e diante de todas as suas vulnerabilidades também iniciou o uso de droga. Frente essa problemática, este artigo tem como objetivo apresentar e analisar o caso de uma adolescente grávida vítima de violência doméstica ao longo da vida e toxicodependente. Trata-se de um "estudo de caso" baseado numa entrevista semi-estruturada. Esse estudo foi realizado no Pronto Atendimento de Obstetrícia do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Conclui-se que a violência doméstica vivenciada no início das relações primordiais afetou gravemente o amadurecimento, físico, psíquico e emocional da adolescente, desencadeando o desenvolvimento de psicopatologias. Diante dessas consequências, a adolescente apresentou-se mais suscetível ao uso e abuso de álcool e outras drogas. Com relação à gravidez, esta aparece como uma atuação da paciente devido às situações traumáticas vivenciadas em suas relações primordiais, e parece repetir sua história agora com sua filha, reproduzindo o ciclo da violência. 

Publicado
2015-12-07