Suporte social durante o ciclo gravídico-puerperal - Papel do pai ou pessoa significativa no parto

  • Emília Carvalho Coutinho
  • Alcione Leite Silva
  • Sandra Rodrigues
  • Paula Nelas
  • Cláudia Chaves
  • Lídia Rosário Cabral
  • Maria Odete Amaral
  • Vitória Parreira

Resumo

Durante e após a gravidez, acontecem na vida da mulher grandes modificações físicas, psicológicas e sociais, exigindo profundos ajustamentos. O companheiro e família constituem o seu suporte social e podem auxiliar a mulher na adaptação à sua nova condição, primeiro como grávida e posteriormente como mãe. O parto é o momento mais aguardado, nele a mulher experiencia incontáveis sentimentos que podem causar inúmeras preocupações e inseguranças que, se adversos, influenciarão negativamente o momento. O estudo realizado é de natureza qualitativa, com recurso à entrevista semiestruturada e análise do conteúdo com categorização do verbatim de oitenta e duas entrevistas, de mulheres imigrantes e portuguesas, suportada pelo NVivo 10. São objetivos compreender o suporte social que a grávida usufrui e considera importantes durante e após a gravidez, compreender as funções do pai ou outra pessoa significativa no parto e compreender se existem diferenças a estes níveis entre as puérperas portuguesas e imigrantes. Independentemente da nacionalidade, podemos afirmar, através da análise dos resultados obtidos, que a mulher necessita de se sentir acompanhada, apoiada, ajudada, compreendida e valorizada pelo companheiro e família durante e após a gravidez; e no parto, a mulher necessita de se sentir acompanhada, gosta de ter presente uma “cara familiar”, que minimize os seus medos e receios, e lhe transmita segurança. Considera-se que, ao conhecer o tipo de suporte familiar que a grávida necessita e a importância que atribui ao acompanhamento por alguém significativo no parto, os profissionais de saúde podem compreender melhor as necessidades da grávida e potenciar o efeito da rede. 

Publicado
2015-12-08