Escola e Vulnerabilidade ao HIV/Aids - Reflexões a partir de jovens vivendo com HIV/Aids

  • Degmar Anjos
  • Elis Silva
  • Ana Pichelli

Resumo

Levantamentos epidemiológicos apontam crescimento da contaminação ao HIV/Aids em jovens. Ocorre, que além do aspecto individual, há componentes sociais e programáticos que incidem sobre a vulnerabilidade, cabendo análises acerca do papel da Escola no combate à vulnerabilidade ao HIV/AIDS. O estudo objetivou, de forma qualitativa, investigar sentidos produzidos por seis jovens vivendo com HIV/AIDS acerca das vulnerabilidades e das abordagens escolares sobre HIV/AIDS. Os dados foram coletados por meio de entrevistas realizadas em diferentes contextos e o embasamento teórico-metodológico se pautou no Construcionismo Social, que busca compreender ações, práticas sociais e sistemas de significações pelos quais as pessoas dão sentido ao mundo. Reflete-se que o processo escolar aos quais os jovens tiveram acesso não trabalhou adequadamente as questões relacionadas às vulnerabilidades sob a perspectiva da prevenção, além de não buscar debater o preconceito e a discriminação às pessoas que vivem com HIV/AIDS, demonstrando a importância de debatermos a adoção de formas de abordagens pedagógicas que busquem o empoderamento dos jovens por meio de ações dialógicas. 

Publicado
2015-12-08