Questionamento, Argumentação e Explicação dos Estudantes no Ensino de Enfermagem

  • Dayse Neri Souza
  • Francislê Neri Souza

Resumo

A capacidade de tomar decisões e se comunicar é crucial para os profissionais de saúde. Por isso, é fundamental desenvolver as competências de comunicação (explicação, argumentação e questionamento) nos estudantes de enfermagem, para que estes possam desenvolver uma relação com seus pacientes no sentido de uma melhor humanização dos cuidados. O presente artigo tem como objetivo analisar a perceção dos alunos do 1º ano de enfermagem acerca da humanização dos cuidados aos doentes no âmbito da Disciplina de Antropologia e Sociologia da Saúde, através de episódios da vida real. A proposta segue como linha de análise a Taxonomia SOLO e o Modelo de Howard para análise das competências de explicação, argumentação e questionamento como componentes para a aprendizagem ativa dos alunos. O estudo foi de cariz qualitativo e a análise de conteúdo teve como principais discursos as perguntas, a explicação e a argumentação dos estudantes. Foram analisadas as dimensões das seguintes relações: i) tipos de discurso e atividades; ii) tipos de discurso e o nível cognitivo; iii) atividades e o nível cognitivo; iv) desumanização e os tipos de discurso; v) nível cognitivo e humanização. Para a análise dos dados foi utilizado o software webQDA. Os resultados apontam, entre outras conclusões, para a importância de se potencializar as atividades que estimulam os diferentes tipos de discursos dos estudantes de enfermagem e a capacidade de perceberem os padrões de humanização e desumanização a partir de episódios da vida real usados como caso de estudo. 

Publicado
2015-12-08