Mudanças no Estilo de Vida Provocadas pela Gravidez e Parto

  • Emília Carvalho Coutinho
  • Cristina Bastos Silva
  • Cláudia Chaves
  • Paula Nelas
  • Vitória Parreira
  • Maria Odete Amaral
  • João Carvalho Duarte

Resumo

A gravidez é um período de transição e mudança com implicações não apenas de carácter individual e social mas também com implicações ao nível biológico, afetivo, familiar, económico, político e cultural. A interação destes fatores determina o curso da gravidez, pelo que neste contexto o desenvolvimento deste trabalho teve como intuito identificar as mudanças nos estilos de vida provocadas pela gravidez e pelo parto em mulheres imigrantes e portuguesas. Este é um estudo de natureza qualitativa, em que recorremos à entrevista semiestruturada e posterior análise do conteúdo, com categorização do verbatim de entrevistas realizadas a oitenta e duas mulheres imigrantes e portuguesas, suportada pelo Nvivo 10. Verificámos que as principais mudanças nos estilos de vida provocadas pela gravidez, para estas mulheres, foram na alimentação, atividade diária, exposição a perigos, horários e sono, relações sociais e familiares, saídas, cuidado consigo própria, trabalho, vestuário e calçado, viagens, vigilância de saúde, e as vivências da sexualidade. Sendo que a maioria das mulheres adoptou estilos de vida mais saudáveis durante a gravidez, por si e pelo seu bebé, aproveitaram este período para deixar de lado alguns consumos menos saudáveis, como é o exemplo do tabaco, do álcool e da exposição a ambientes poluídos. A principal mudança, após o parto, manifestada por estas mulheres, foi que a vida destas passou a ser gerida em função do bebé, sendo que as saídas, a atividade doméstica, o trabalho, os horários de sono, são condicionados pelos horários do bebé, uma vez que este vem sempre em primeiro lugar e é o centro das atenções. 

Publicado
2015-12-08