Construção de uma Estratégia de Intervenção Psicoeducativa em DST e gravidez não planejada para adolescentes jovens - Intervenção psicoeducativa para adolescnetes jovens

  • Karla Ribeiro
  • Ana Pichelli
  • Josevânia Silva

Resumo

Questões socioculturais e econômicas aumentam a vulnerabilidade dos jovens à infecção pelas DSTs e ao risco de uma gravidez não planejada, devendo ser abordados nas estratégias de prevenção. Partindo desta visão, o objetivo deste trabalho foi elaborar uma estratégia de intervenção psicoeducativa para a prevenção das DSTs e gravidez não planejada para adolescentes jovens. A população do estudo foi constituída por participantes de 14 a 24 anos, matriculados em escolas públicas e privada de ensino médio da cidade de João Pessoa. Foi construída uma intervenção psicoeducativa nos moldes de oficinas, com base na Teoria da Vulnerabilidade e Teoria do comportamento Planejado. A intervenção resultou em três encontros em dias consecutivos no qual foram discutidas a iniciação sexual, as ideologias de gênero, negociação e uso do preservativo, DST e gravidez, crenças e normas sociais. Para análise dos resultados foram gravados os 15 minutos finais de cada dia, no qual foi discutida a percepção dos participantes sobre a intervenção, transcritos e analisados por categorização temática. Os dados demonstraram sua adequação ao publico alvo. 

Publicado
2015-12-08