Atividades pedagógicas neuroeducacionais: eletroencefalografia na educação de jovens e adultos no Instituto Federal do Espírito Santo - Brasil

  • Míriam Suély Klippel
  • Helaine Reis
  • Leandro Bueno
Palavras-chave: Neuroeducação; EEG; Laboratório Virtual; Educação de jovens e adultos; Proeja.

Resumo

O estudo analisa atividades pedagógicas distintas do mesmo conteúdo educacional em procedimentos quantitativos pré-experimentais, utilizando sinais de eletroencefalograma (EEG) em atividades com e sem estímulos sensoriais, e em procedimentos de pesquisa de campo de natureza qualitativa. Como recurso pedagógico multissensorial, utilizou-se o Laboratório Virtual de Química em 3D (LVQ3D) da plataforma virtual Yenka, apoiado em instrumentos de coleta como o EEG, uma checklist de bem-estar, testes de conhecimento prévio e um questionário aberto após o experimentos. Através da técnica de EEG, os artefatos indesejáveis e os ruídos de filtragem foram analisados visualmente e pelo algoritmo de Análise de Componentes Independentes (ICA), disponível no EEGLab. Foram analisadas apenas as ondas beta e gama dos sujeitos estudados, que fazem parte do programa de educação profissional para jovens e adultos do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Brasil. Os resultados mostraram a influência do tipo de atividades pedagógicas na atividade cerebral, discutido com a contribuição da Neuroeducação.

Publicado
2019-06-24