METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO SUPERIOR: POR UMA FORMAÇÃO ATIVA DOS DOCENTES EM MEDICINA

  • Adriana dos Santos Prado Sadoyama
  • Maristela Vicente de Paula
  • Neila Maria Mendes Borges
  • Augusto César da Fonseca Neto
  • Paulo Alexandre de Castro
  • Geraldo Sadoyama
Palavras-chave: docência em medicina ; formação de professores ; metodologias ativas.

Resumo

Este trabalho apresenta e discute os resultados obtidos a partir de uma pesquisa qualitativa de uma atividade de formação dos professores concursados do curso de medicina da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão que teve como escopo principal apresentar e discutir sobre as crenças epistemológicas destes futuros professores e, apresentar a dualidade entre ser médico docente ou docente em medicina. Outro objetivo foi mapear, dentro desta dualidade as questões da Identidade Profissional do professor de Medicina. O percurso metodológico fez o uso da pesquisa colaborativa e teve como propósito a partir das crenças destes professores apontar as dificuldades de formação dentro da perspectiva das metodologias ativas. Como resultados apontou que à formação docente e profissional do professor de medicina ainda é escassa. Além disto, a maioria dos docentes das escolas Médicas não reconhecem a docência como profissão e sim uma complementação de suas atribuições na formação destes profissionais médicos.

Publicado
2019-07-02