Labirintos de Espaços e Tempos no Cotidiano Universitário

  • Maria Gorete Rodrigues da Silva
Palavras-chave: Cotidiano universitário; Tempo e espaço; Curso de Administração.

Resumo

O artigo apresenta as significações, estratégias e táticas utilizadas pelo acadêmico de Administração, IES particular, curso noturno, nos labirintos de tempos e de espaços contemporâneos. O problema norteador foi qual o sentido (representação) e o uso (táticas e práticas) do tempo e do espaço do acadêmico no seu cotidiano como universitário. Pesquisa exploratória e descritiva: estudo de caso e análise dos dados está orientada na análise de conteúdo.  Utilização de multimétodos: descrição (roteiro pré-definido), fotografias e imagens construídas pelos sujeitos. Entre as questões investigadas, destacam-se tempo-espaço coletivo, tempo-espaço individual e tempo-espaço de estudo no cotidiano. Na relação com o tempo social (institucional e organizacional) e o tempo individual (das escolhas de cada um), analisa-se a plasticidade da adaptação e da experiência subjetiva de cada sujeito ao interagir com o mundo que o rodeia, afetando de forma intensa a ação sobre o cotidiano, levando aos estilos de ser acadêmico.

Publicado
2019-07-09