A formação de profesores de música para a Educação Básica a partir dos relatórios de estágio supervisionado

  • Manoel Camara Rasslan
  • Fabiany de Cássia Tavares Silva
Palavras-chave: Currículos; Conhecimentos e Aprendizagem; Estágio Obrigatório.

Resumo

O texto resulta de análises iniciais do que é proposto no estágio obrigatório para a Licenciatura em Música da Faculdade de Artes, Letras e Comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, na perspectiva de observar e compreender a formação docente a partir das práticas propostas, como tradução da relação entre a objetivação do “professor de música” no espaço escolar e as “práticas de música”, que oferta/constrói para esse espaço. O recorte temporal compreende os anos de 2014 a 2017, justificado por ser posterior à Lei 11.769/2008, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira e torna obrigatório o conteúdo de música na estrutura curricular da Educação Básica, dentro da disciplina Arte, além da mudança de projeto pedagógico do curso em referência. Após a análise de 230 relatórios conclui-se que as escolhas de conteúdos e práticas são mais apropriadas para a escola específica de música (Conservatórios). A música torna-se objeto autônomo, a-histórico, fora do contexto social dos alunos.

Publicado
2019-07-10