Investigação qualitativa em museus de ciências: a produção de sentidos por alunos de licenciatura em visita a exposições

  • Carla Gruzman
  • Ana Carolina de Souza Gonzalez
  • Ozias de Jesus Soares
  • Marise Basso Amaral
  • Simone Rocha Salomão
  • Bianca Reis
Palavras-chave: Museus de ciência, formação de professores, investigação qualitativa, estudos da linguagem, produção de sentidos.

Resumo

Trata-se de recorte de pesquisa que investigou como estudantes de licenciatura se apropriam do discurso expositivo e produzem sentidos por meio de objetos nas exposições de museus de ciências, considerando as práticas educativas que ocorrem na interface entre o Museu, a Universidade e a formação de professores. O trabalho tem como objetivo refletir sobre a utilização de metodologias qualitativas para a produção de dados no espaço/tempo em que se realizam as visitas, e, para isso, busca discorrer sobre as etapas de construção metodológica, tomando como referência a proposta intitulada thinking aloud (pensando em voz alta). A análise baseou-se nos estudos de linguagem, com foco nos enunciados dos sujeitos, e permitiu identificar sete núcleos de sentidos. A adoção de uma perspectiva discursiva, aliada à habilidade de descrever, refletir e atribuir valores, trazem importantes elementos para se pensar a formação docente em espaços de cultura científica como os museus.

Publicado
2019-07-18