Vulnerabilidade de mulheres em uso e abuso de substâncias psicoativas

  • Flávia Castro Caixeta
  • Yonara Vieira Silva
  • Roselma Lucchese
  • Rodrigo Lopes Felipe
  • Ivânia Vera
  • Alexandre Assis Bueno

Resumo

O estudo objetivou analisar fatores de risco e de proteção aos quais usuárias de substâncias psicoativas estão expostas. Estudo descritivo exploratório de abordagem qualitativa. O cenário de pesquisa foi uma clínica feminina de reabilitação em dependência química situada em uma cidade no Centro-Oeste do Brasil. Foram realizadas 31 entrevistas, as quais foram gravadas e transcritas na íntegra. Do processo de análise temática emergiram duas categorias, risco de danos à saúde e de morte e práticas ilícitas, subdividindo-se em seis subgrupos. Observou-se uma maior susceptibilidade a infecções sexuais, situações de quase morte, maximização da vulnerabilidade nas condutas sociais. Os fatores de proteção revelaram como estas adequam-se a realidade de violência e, que nem sempre as adaptações às protegem e, sim às expõem a outras violências. Conclui-se que as vivências de usuárias de drogas, aumentam a vulnerabilidade destas mulheres, visto que não há equilíbrio entre os fatores de risco e de proteção.
Publicado
2015-07-15