A Importância da Estratégia de Ensino por Simulação para a Disciplina de Algoritmos

  • Maurício Júnior
  • Luis Mercado

Resumo

Nos cursos da área da computação, tem-se em sua grade curricular a presença de disciplinas fundamentais, a exemplo de Algoritmo. Estudos internacionais como Vihavainen, Airaksinen, & Watson, (2014) e Bennedsen & Capersen, (2007) e nacionais como Ramos, Freitas, Galimbert, & Wazlawinck, (2015) e Santos & Costa, (2007) mostram a relevância em trabalhar estratégias de ensino para esta disciplina, a fim encontrar soluções para as taxas de reprovação e evasão de alunos pela não apreensão dos conceitos exigidos em interpretação de cunho lógico-matemático. As aulas expositivas ainda constituem em uma prática muito utilizada nos cursos de Computação, sendo uma técnica ainda dominante (Battistella, Wangenheim, & Wangenheim, 2012). Este artigo identifica nos artigos dos anais dos últimos cinco anos do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE), estudos atuais sobre o uso da estratégia de ensino por simulação, através das ferramentas computacionais na disciplina de Algoritmos ministrada nos cursos da área de Computação, abordando os tipos de simulação, que são baseados na Teoria Humanista (Rogers) e na Teoria da Aprendizagem Significativa (Ausubel). Foram identificadas algumas ferramentas clássicas computacionais para este fim de simulação como Ambap, ASA, CIFluxProg, GPT, Web Portugol, VisualG, Projeto Alice, Robocode, FreeDFD, RoboMind, Scratch, SuperLogo e Kodu Lab. Foi utilizada a técnica de análise de conteúdo de Bardin, para elucidação dos resultados. A partir dos artigos selecionados obedecendo aos critérios da análise de conteúdo (índice, exploração e tratamento), ficou evidenciado que ainda é preciso discutir muito sobre os problemas de ensino-aprendizagem de Algoritmos, em busca de soluções mais consistentes e eficientes.

Publicado
2016-07-08