A Pesquisa-Ação como Estratégia de Constituição de Protagonismo na Educação

  • Renato Hilário Reis
  • Márcia Castilho Sales

Resumo

A pesquisa-ação existencial pode contribuir com a formação de protagonismo do grupo e coletivos que desejem encontrar, dentro do seu espaço de atuação e de acordo com suas especificidades, a construção de estratégias e organização do trabalho escolar com maior qualidade e um envolvimento e participação responsável nesse processo.

Publicado
2016-07-04