Percepções de uma Comunidade Ribeirinha residente no Passo Do Lontra acerca da Hipertensão Arterial Sistêmica: uma abordagem Transcultural

  • Leticia Costa
  • Deise Bresan
  • Patricia Kawakame
  • Ana Sales

Resumo

Doenças cardiovasculares são principal causa de morte de adultos no mundo, entre ribeirinhos do Passo do Lontra, a prevalência de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) mantém-se elevada. Compreender os aspectos socioculturais e o sistema de valores desta população acerca da HAS foi o objetivo deste estudo descritivo, que adotou como referencial teórico a Teoria Transcultural de Enfermagem. Participaram 16 indivíduos diagnosticados com HAS. Dados coletados acerca das percepções em relação à doença resultaram em 4 categorias: impactos da hipertensão arterial sistêmica no curso de vida; a medicação como principal responsável pelo autocuidado; a alimentação como fator importante no cuidado com a doença; e hábitos de vida após o diagnóstico. O cuidado cultural proposto pela Teoria Transcultural pode mudar o curso de vida do paciente diagnosticado com hipertensão. A aplicação da teoria na prática de enfermagem por meio da inserção de seus componentes no Processo de Enfermagem pode ser realizada.
Publicado
2016-07-05