Interface dos aspectos familiares e o uso de álcool em estudantes de enfermagem: Fatores de proteção e risco

  • Bruno Silva
  • Ana Brêtas
  • Sandra Pillon
  • Marluce Macieira
  • Dilce Carmo
  • Manoel Santos

Resumo

Este estudo teve por objetivo investigar aspectos familiares que atuam como contexto de risco e proteção para o consumo de álcool em estudantes de Enfermagem. Estudo descritivo-exploratório com metodologia qualitativa. Foram entrevistados 12 estudantes de Enfermagem, a maioria do sexo feminino, com idade entre 19 e 35 anos, solteiras, que moravam e dependiam financeiramente dos pais. Foi utilizada entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados mediante categorização temática. A família foi referida tanto como fator de proteção como de risco. A presença e consumo permissivo de bebida alcoólica no ambiente doméstico, as consequências negativas do abuso de álcool na dinâmica familiar, dependência financeira e coabitação com os pais, maturidade, bem como ter parceiro e família constituída foram identificados como fatores de proteção para o não uso de álcool, pois induzem o afastamento em relação à droga. Os achados podem contribuir para elaboração de propostas interventivas no contexto universitário.

Publicado
2016-07-05