Mudanças na formação do enfermeiro entre ações e contradições: a visão dos docentes

  • Cássia Peres
  • Maria Marin
  • Elaine Soriano

Resumo

No contexto atual, a formação do enfermeiro deve atender aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde, sendo necessárias mudanças no processo de ensino-aprendizagem. O objetivo deste estudo é compreender as contradições envolvidas no processo de reconstrução curricular, na ótica de docentes de cursos de instituições públicas e privadas. Analisou-se por meio da hermenêutica-dialética, 17 entrevistas realizadas com docentes de três escolas privadas e duas públicas. Concluiu-se que as propostas de mudanças são permeadas por avanços e resistências. O olhar ampliado do processo saúde-doença para além da doença é contraposto à visão biologicista. A diversificação dos cenários de aprendizagem é contra- hegemônica ao cenário hospitalar. A integração ensino-serviço é necessária, porém esbarra na desigualdade de participação das partes. A integração básico-clínica é desafio nesse processo de mudança, considerando a dificuldade de integração entre as disciplinas. As contradições envoltas nas mudanças curriculares indicam que ocorrem as interconexões necessárias aos avanços.

Publicado
2016-07-06