Uso do psicofármaco no tratamento à pessoa com transtorno mental: percepção da equipe de enfermagem

  • Mariluci Maftum
  • Camila Alcântara
  • Fernanda Capistrano
  • Juliana Czarnobay
  • Aline Ferreira
  • Tatiana Brusamarello

Resumo

Objetivo: Conhecer a percepção da equipe de enfermagem sobre o uso de psicofármacos no tratamento de pessoas com transtorno mental. Método: Pesquisa qualitativa exploratória realizada em um Centro de Atenção Psicossocial II e três Centros de Atenção Psicossocial III, de Curitiba, Paraná, Brasil. Os dados foram coletados de janeiro a março de 2015, por meio de entrevista semiestruturada individual aplicada a 53 profissionais de Enfermagem. Os dados foram tratados pela Análise e Interpretação de Dados Qualitativos proposta por Creswell. Resultados: Foram identificadas três categorias: Importância do uso do psicofármaco no tratamento em saúde mental;  Consequências nocivas do uso do psicofármaco e; O uso do psicofármaco como recurso terapêutico. Conclusão: A equipe de enfermagem percebe o uso de psicofármacos como um importante recurso terapêutico no tratamento à pessoa com transtorno mental, pois minimizam os sintomas agudos do transtorno, possibilitam melhores condições de vida quando associados a outros recursos terapêuticos.

Publicado
2016-07-06