A vulnerabilidade das famílias rurais do extremo sul do Brasil

  • Eda Schwartz
  • Ingrid Elsen
  • Juliana Zillmer
  • Bianca Santos
  • Fernanda Lise

Resumo

O objetivo deste ensaio é refletir sobre o cotidiano das famílias rurais e suas relações com a saúde e a doença e a situação de vulnerabilidade, segundo a Teoria Bioecológica de Urie Brofenbrenner. Trata-se de um recorte da Tese de Doutorado intitulada “O viver, o adoecer e o cuidar das famílias de uma comunidade rural do Extremo Sul do Brasil: uma perspectiva ecológica”. A Teoria Bioecológica permitiu compreender as famílias rurais em seu habitat natural em seu viver, adoecer e cuidar do indivíduo e família. Possibilitou também conhecer o espaço rural e as situações de vulnerabilidade que as famílias vivenciam, seja em decorrência do trabalho e os fatores a ele relacionados. Portanto, se faz necessária a efetividade de políticas públicas e ações de promoção à saúde das famílias rurais.

Publicado
2016-07-06