A participação de crianças na construção de ambientes saudáveis na escola é uma fantasia ou um sonho possível?

  • Olga Albuquerque
  • Cleber Alves
  • Helena Campos
  • Clelia Lyra
  • Cecile Rodrigues
  • Alberto Martins

Resumo

O objetivo desse estudo foi analisar as percepções de escolares acerca da construção de ambientes saudáveis na escola. Utilizou-se a pesquisa ação em quatro escolas públicas mediante o desenvolvimento de onze Oficinas em Dinâmica de Grupo, em cujo término os estudantes escreveram cartas aos educadores apontando mudanças na escola para terem um ambiente favorável à saúde. A análise de conteúdo das cartas desvelam aspectos estruturais do ambiente que afetam o cotidiano da escola e a prática da atividade física. Os resultados evidenciam postura crítica, propositiva na identificação dos problemas e mudanças propostas. Conclui-se que a participação favoreceu a reflexão dos educandos sobre problemas do espaço onde estudam e destacou sua competência ao avaliar o ambiente da escola. Isso sugere a adoção de um desenho inovador nas intervenções nesse âmbito e salienta a necessidade da interface da escola com os direitos da criança registrados no arcabouço legal.

Publicado
2016-07-06