Sentimentos e dificuldades do familiar do idoso com transtorno mental

  • Angélica Santos
  • Márcia Otani
  • Maria Marin
  • Adriana Pinto

Resumo

Introdução: O envelhecimento da pessoa com transtornos mentais exige arranjos familiares para manter a responsabilidade do cuidado. Objetivo: Analisar os sentimentos e as dificuldades do cuidador de idoso com transtorno mental. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado por meio de entrevistas com oito cuidadores de idosos em acompanhamento em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Os dados foram analisados mediante a análise de conteúdo. Resultados: 50% dos cuidadores são do sexo feminino, 62% têm idade entre 61 a 70 anos. Constataram-se sentimentos distintos permeando o cuidado ao idoso, como satisfação, disponibilidade, impaciência e solidão. As principais dificuldades estão relacionadas aos cuidados pessoais, às alterações de comportamento e à resistência ao tratamento. Conclusão: Os resultados evidenciam a complexidade do cuidado ao idoso com transtorno mental e mostra a relevância de incluir os cuidadores no plano terapêutico realizado pelos profissionais dos serviços de saúde.

Publicado
2016-07-06