Criança e adolescente com deficiência visual: conhecendo a rede de suporte familiar

  • Gabriela Castro
  • Mayara Barbieri
  • Giselle Dupas
  • Regina Lima

Resumo

O objetivo deste estudo foi conhecer as interações entre a rede de apoio social e as famílias de crianças e adolescentes com deficiência visual, residentes em dois municípios distintos do interior do estado de São Paulo. Pesquisa descritiva, qualitativa que teve como premissa teórica o Interacionismo Simbólico. Utilizamos o genograma, ecomapa e a entrevista semiestruturada com 18 famílias. A abordagem de análise adotada foi a análise de narrativa.  Apreendemos duas categorias: 1) Experienciar presença do apoio frente à deficiência visual e 2) Sentir as fragilidades do apoio social: contrapontos; e 4 subcategorias: Apoio intrafamiliar/interfamiliar, Apoio dos amigos/comunidade, Fragilidades dos serviços de saúde, Fragilidades dos serviços de educação. O apoio social é ofertado às crianças/adolescentes com deficiência visual e suas famílias, porém os “nós” de sustentação e interface entre as organizações são dados pela própria família, por amigos e pela espiritualidade/religiosidade a fim de assegurarem o mínimo de amparo, não podendo ser descrito como rede.

Publicado
2016-07-06