Reflexões sobre a Potência do Grupo Focal nas Pesquisas em Gerontologia

  • Natália Horta
  • Tatiana Oliveira
  • Cléia Amaral
  • Quesia Ferreira
  • Nayhanne Cordeiro
  • Marina Souza
  • Tatiana Lacerda
  • Maria Cunha
  • Karla Marcelino
  • Rosilda Silva
  • Bárbara Barcelos

Resumo

O presente trabalho parte da Pesquisa Qualidade de Vida do Idoso Institucionalizado: aspectos da promoção da saúde e teve como objetivo discutir a experiência de utilização da técnica do grupo focal, bem como a potência dessa estratégia para propiciar espaço de escuta e de proposições no cuidado ao idoso. Participaram 48 gestores e profissionais de ILPI, localizadas em Minas Gerais, Brasil. Ficou evidente que discussões sobre promoção da saúde dos idosos institucionalizados precisam partir da vivência nas ILPI. Por meio do grupo focal, pode ocorrer a proposição de novas bases político-sociais para a promoção da saúde dos idosos e a conformação de espaços de discussão e intercâmbio que fortalecem as relações e qualificam as práticas cuidadoras. Essa experiência colaborou para a revisão da construção metodológica da pesquisa no seu potencial de intervenção e de problematização da realidade.
Publicado
2016-07-06