Crenças do enfermeiro na promoção da autonomia do escolar com câncer frente aos procedimentos de enfermagem.

  • Mariana Cunha
  • Juliana Costa
  • Fabiane Almeida
  • Magda Maia

Resumo

A experiência de hospitalização é um dos mais críticos eventos na vida de uma criança. Em se tratando de câncer, o sofrimento e estresse causado pela doença e tratamento ainda podem ser mais difíceis. Pesquisa qualitativa desenvolvida com sete enfermeiros que cuidam de escolares com câncer, teve como referencial teórico as crenças e metodológico a Analise de Conteúdo. Os objetivos foram compreender as crenças dos enfermeiros frente a experiência do escolar com câncer e as ações dos enfermeiros para manter a autonomia e a tomada de decisão da criança. Observou-se que o enfermeiro realizou ações no sentido de compreender a experiência da criança com câncer, pautados em suas crenças. Tentou ajudar as decisões do escolar como favorecer o diálogo, considerar o não verbal, estimular a presença dos pais, respeitar o tempo da criança, utilizar o brinquedo terapêutico e incentivar o estabelecimento da rede social entre as crianças.

Publicado
2016-07-06