A perspectiva etnográfica no Mundo-vida de pessoas idosas em Instituição de Longa Permanência

  • Karolina Fagundes
  • Deusdete Juniorl
  • Paula Dias
  • Raul Santos
  • Sueli Vilela
  • Maria Mendes

Resumo

Este estudo teve como objetivo compreender a experiência de pessoas idosas em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos. Utilizou-se como abordagem teórico-metodológica da Etnografia a Antropologia Interpretativa de Geertz. A coleta de dados foi conduzida mediante Observação Participante. O ensaio interpretativo foi subsidiado pelo quadro teórico de Goffman, revelando aspectos da vida íntima da Instituição e das consequências da construção do indivíduo idoso que reside nele e é expressa em três dimensões: a transição da instituição familiar para a instituição total: a experiência de despersonalização; da resistência à conformidade: a experiência do ajuste, e determinado a viver em um mundo determinado: a dinâmica de Instituições para idosos. Embora a Sociedade prepare e anseie os cidadãos para exercerem sua autonomia, tem-se a impressão de que as instituições para idosos, no processo de institucionalização desses, caminha à direção oposta, com uma contradição em restringir sua liberdade, autonomia e independência. Portanto, é imperativo que as políticas sociais considerar fatores intrínsecos da estrutura e a estratégia social da instituição como impactante na qualidade de vida dessas pessoas idosas, suas famílias e da Sociedade brasileira.
Publicado
2016-07-06