Rede de apoio a famílias envolvidas na violência contra crianças e adolescentes: perspectivas dos profissionais de saúde e familiares

  • Diene Carlos
  • Elisabete Pádua
  • Maria Leitão
  • Maria Fernandes
  • Maria Ferriani

Resumo

Os dispositivos legais e a literatura apontam para arranjos organizacionais que possibilitam melhor intervenção frente aos desafios à promoção da saúde e prevenção de agravos de crianças e adolescentes, que são as redes de apoio social. O objetivo deste estudo foi analisar as redes de apoio a famílias envolvidas na violência contra crianças e adolescentes, sob a ótica dos profissionais da saúde e dos familiares. Pesquisa qualitativa, ancorada no Paradigma da Complexidade, sendo a coleta de dados realizada por meio de Mapas Mínimos da Rede Social Institucional (profissionais), da Rede Pessoal Social (familiares) e entrevistas semiestruturadas (ambos). Os resultados denotaram uma rede com predominância de vínculos fragilizados e com lacunas importantes, especialmente sob a perspectiva familiar. Revela-se a necessidade da construção e/ou efetivação de políticas públicas direcionadas a esta população, com o empoderamento do núcleo familiar e comunitário, e do desenvolvimento de um conhecimento para compreensão de fenômenos multidimensionais.
Publicado
2016-07-07