O Sentido da Maternidade em Gestantes Portadoras de Transplante Renal: Uma Abordagem Fenomenológica.

  • Vera Neto
  • Jussara Sato
  • Maria Martins
  • Nelson Sass

Resumo

O atual avanço na área de transplante de órgãos aumentou a qualidade de sobrevida de pacientes com doenças renais crônicas e, verifica-se um número crescente de gestação em mulheres portadoras de transplante renal. Daí a necessidade de humanizar cada vez mais a relação dessas pacientes, com as equipes de várias especialidades. Na perspectiva da Pesquisa Qualitativa de modalidade Fenomenológica Hermenêutica, este estudo teve como objetivo compreender como o sentido da maternidade se desvela para gestantes transplantadas renais. Foram atendidas e entrevistadas 14 gestantes transplantadas renais do Ambulatório de Hipertensão Arterial e Nefropatias na Gravidez da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (EPM-UNIFESP). Utilizou-se a Análise Hermenêutica do Discurso de todas as gestantes pesquisadas. As pacientes estudadas referem à dimensão precária da existência humana e a esperança no desejo de viver uma vida normal, saudável, de poder formar uma família e conceber nova vida no próprio corpo.

Publicado
2016-07-07