O metafenômeno no processo de triangulação da pesquisa qualitativa

  • Simone Tuzzo
  • Claudomilson Braga

Resumo

Este artigo se propõe a apresentar os avanços dos estudos iniciados em 2014 dentro da triangulação da pesquisa qualitativa. Conceituando o sujeito e o objeto, verifica-se que o fenômeno é algo que deve ser identificado a partir dos dois primeiros eixos, ou seja, a partir da definição do sujeito e do objeto, a identificação do fenômeno formará a triangulação na pesquisa, determinando três vértices e três níveis de exploração que levarão a resultados. A partir desses resultados, outros três níveis de exploração podem ser desencadeados, gerando um processo de investigação que pode ter começo, meio e fim em si mesmo, ou gerar novas pesquisas dentro do mesmo conceito em uma lógica randômica, de modo a permitir a identificação do metafenômeno. A partir desta noção, o pesquisador tem a possibilidade de detectar fenômenos que constituem o tripé sujeito, objeto e fenômeno.

Publicado
2016-07-07