O Modelo Metodológico Quadripolar de Bruyne, Herman e Schoutheete e as Pesquisas Qualitativas de Fenômenos Sociais

  • Diego Machado
  • Fátima Matos
  • Augusto Sena
  • Maria Baptista

Resumo

Este ensaio tem como objetivo a exploração do modelo metodológico quadripolar de Bruyne, Herman e Schoutheete (1977), ressaltando sua importância em pesquisas no âmbito qualitativo. Isso é conduzido em reconhecimento do desafio de se investigar fenômenos sociais sem cair na objetivação do que é subjetivo e sem reduzir a atividade de pesquisa a uma simples busca por leis e variáveis que regem os fenômenos sociais. Os autores apontam que a prática científica somente pode ter início após a ruptura com o senso comum. A abordagem qualitativa, por ser eminentemente indutiva, aproxima-se perigosamente do senso comum e a utilização de modelos como o quadripolar pode evitar que o senso comum interfira no processo de construção do conhecimento científico, principalmente em virtude da clareza de definição dos polos com seus respectivos métodos, e da elaboração dos quadros de referência, quadros de análise e modos de investigação. 

Publicado
2016-07-07