Lacunas e tendências na literatura sobre o ensino das cefaleias: uma revisão integrativa com o apoio da análise de conteúdo.

  • Mariana Cota Bastos
  • Andrea Marques Vanderlei Ferreira
  • Ângela Maria Moreira Canuto
  • Rosana Quintella Brandão Vilela
  • Maria Dirlene Alves Ferreira
Palavras-chave: Análise de Conteúdo; Dados Qualitativos; Bardin; Educação na Graduação de Medicina; Cefaleia.

Resumo

A preocupação com o ensino da cefaleia na graduação é necessária para a mudança do cenário atual de incapacidade funcional associada à dor. As revisões sistemáticas com análise de conteúdo auxiliam nas definições das metas do estudo. Trata-se de uma revisão integrativa das publicações disponíveis nas bibliotecas virtuais (ScienceDirect, SciELO e BVS) sobre o ensino da cefaleia na graduação de medicina. Os artigos foram categorizados pela análise de Bardin em: (1) Nível de exposição ao tema urante a graduação; (2) Estratégias de ensino sobre cefaleia; e (3) Estratégias de avaliação de desempenho dos alunos. Os resultados mostraram que a maioria dos alunos considera inadequada a exposição ao tema cefaleia durante a graduação; e poucos artigos foram publicados no âmbito das estratégias de ensino e avaliação das cefaleias. A análise de conteúdo nas revisões integrativas é ferramenta fundamental e indispensável. A escassez de publicações mundiais referente ao ensino das cefaleias é fato preocupante.

Publicado
2018-06-25