Como se planificam, tratam, analisam e interpretam narrativas, segundo a abordagem compreensiva-qualitativa?

  • Maria de Fátima Toscano
Palavras-chave: relatos de vida/abordagem biográfica; método da escrita como praxis analítica; luta contra a pobreza; modelo analítico-compreensivo ‘processos de requalificação sócio-identitária.

Resumo

Explicitam-se aqui os 4 actos metodológicos do ‘modelo analítico-compreensivo processos de requalificação sócio-identitária’ — que vimos desenvolvendo, desde 2008, na análise de trajectórias de mudança social (‘saída’ de condições ditas de pobreza) — de cujos procedimentos se especifica: - ponto 2: fundamentar a co-construção de relatos (1º. acto: raízes teórico-conceptuais-epistemológicas); operacional-lizar princípios, procedimentos e critérios para seleccionar casos exemplares e construir narrativas (2.º acto, passos 1-3); - ponto 3: planificar e co-construir o processo biográfico (2.º acto, Passos 4a-4b; 6 etapas); - ponto 4 (3.º acto), 1.º nível de teorização: escrever a oralidade pelas operações de transcrição-tradução (passo 5; etapas 7.ª-8.ª) e transposição-rearranjo (unidades de análise, modo de operar, níveis discursivos, eixos do relato, regras/tipos de anotações - passos 6-7, etapas 9.ª-12.ª); - ponto 5 (4.º acto), 2.º nível de teorização: interpretação e construção teorizante em emergência (passos 8-9, etapas 13.ª-14.ª, 7 operações); e, enfim, ponto 6: breves conclusões.

Publicado
2018-07-01