Percepções de mulheres acerca do estresse vivenciado na gestação

  • Paloma Gabrielly Amorim Monteiro
  • Izabel Cristina de Souza
  • Vitória Caroline da Cunha Rodrigues
  • Marcela Matias Sena
  • Joyce da Silva Costa
  • Thays Silva de Souza Lopes
  • Régia Christina Moura Barbosa Castro
  • Priscila de Souza Aquino
  • Sâmia Monteiro Holanda
Palavras-chave: Enfermagem Obstétrica; Cuidado Pré-natal; Estresse Psicológico.

Resumo

Objetivou-se conhecer as percepções e vivências das gestantes acerca do estresse no ciclo gravídico, tendo em vista a magnitude da problemática do estresse na gestação, sua elevada incidência e as preocupantes consequências, principalmente como fator de risco para a depressão puerperal. Estudo qualitativo, descritivo, realizado com 10 gestantes que recebiam atendimento pré-natal no Centro de Desenvolvimento Familiar, em janeiro de 2018, na cidade de Fortaleza, estado do Ceará. Foram realizadas entrevistas com formulário semiestruturado, categorização do conteúdo segundo Minayo (2012), resultando em quatro categorias. Os discursos evidenciaram que as gestantes definem o estresse como um evento resultado de algumas situações que podem ocorrer no cotidiano; que a própria gestação e as condições de vida podem fazê-las vivenciar o estresse. Conclui-se que a investigação qualitativa permitiu conhecer as percepções e vivências dessas gestantes, e que a presença de labilidade emocional própria desse período resulta na vivência de sentimentos controversos.

Publicado
2018-07-06